Programas de Aceleração: a inovação sempre presente nas distribuidoras de energia

Pensar sempre à frente é premissa essencial no setor elétrico. O setor caminha lado a lado com a inovação, já que a rede elétrica é um dos vetores para imprimir velocidade aos avanços tecnológicos necessários para conquistarmos um futuro sustentável e justo para o país. Nesse sentido, as distribuidoras de energia brasileiras contam com programas de aceleração que buscam o desenvolvimento de projetos ligados a tecnologias de última geração como blockchain, internet das coisas, realidade aumentada, robotização, inteligência artificial, machine learning e big data.

Os programas de aceleração corporativos são oportunidades para se fomentar a inovação por meio de incentivo a empreendedores com a realização de mentorias, trocas de experiências, networking, financiamentos, entre outras ações que possibilitam parcerias estratégicas para transformação desses negócios. No setor elétrico, os programas de aceleração estão focados em soluções para energias renováveis; smart grids; gestão de processos; pagamentos digitais; geração distribuída; plataformas de conteúdo e treinamento; inspeção de equipamentos por imagens e previsão meteorológica; dentre outros.

Recentemente, as distribuidoras de energia CPFL e EDP realizaram seleções em seus programas de aceleração. A CPFL selecionou 12 empresas escaláveis para fazer parte da edição 2019 do Inova CPFL. E nos próximos sete meses, as empresas escolhidas vão participar de mentorias conduzidas pela distribuidora e a rede Endeavor, organização sem fins lucrativos de apoio a empreendedores. A ideia é proporcionar a troca de experiências, com foco em encontrar soluções para os desafios dos respectivos negócios.

Já a EDP divulgou a lista das startups que participarão do módulo América Latina de seu programa global de aceleração, o Starter Acceleration Program. As dez eleitas, oriundas de Brasil e do México, passarão por uma semana de imersão para o desenvolvimento das propostas de projetos-piloto junto à companhia, com apoio do time de especialistas da empresa, além das mentorias das aceleradoras. Ao final desse processo haverá um Demoday, no qual as startups farão os pitches. Após essa etapa, aquelas com maior potencial participarão da grande final em novembro, em Lisboa, durante o Web Summit, um dos maiores eventos de inovação, empreendedorismo e tecnologia do mundo.

Leia as matérias, na íntegra, sobre as seleções:

Programa de Aceleração da CPFL Energia seleciona 12 empresas

Programa Mundial da EDP seleciona dez startups da América Latina

Conteúdo Relacionado

MAURICIO GODOI, DA AGÊNCIA CANALENERGIA, DO RIO DE JANEIRO (RJ) Enquanto o mercado nacional discute
A Light está desenvolvendo um catalisador para ser instalado no interior das câmaras, que vai
O futuro traz uma nova forma de mobilidade automobilística - a mobilidade elétrica. De acordo
Por Canal Energia Wagner Freire O programa de pesquisa e desenvolvimento para mobilidade elétrica recebeu
Fazer uma viagem de veículo elétrico já é uma realidade no Brasil e em breve