CONHEÇA O SETOR ELÉTRICO
ENTENDA SUA CONTA
INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS E NOVIDADES
CONHEÇA O SETOR ELÉTRICO
ENTENDA SUA CONTA
INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS E NOVIDADES
Vídeo: entenda como funciona o
setor elétrico e a geração distribuída
Conheça o setor elétrico

Ligar uma lâmpada, colocar um celular para recarregar na tomada, pôr a máquina de lavar para funcionar... Usar a energia elétrica é muito fácil – e essencial na nossa vida. Mas até a energia chegar à sua casa, ela passa por um sistema grande e complexo, dividido em três segmentos: a geração, a transmissão e a distribuição. Diferentes empresas são responsáveis por cada etapa, em cada lugar.


Na sua porta: a distribuidora de energia


Provavelmente entre todas elas a que você conhece melhor é a distribuidora de energia. É ela que leva a eletricidade até a sua casa por meio de uma rede gerenciada 24 horas por dia, sete dias por semana – e o segmento investe R$ 16 bilhões anualmente em projetos de ampliação, modernização e melhoria.


A distribuidora faz todo o atendimento aos consumidores, alcançando 99,8% da população brasileira. Também envia a fatura mensal, embora só fique com uma pequena parcela do total arrecadado. A maior parte dos recursos é repassada para as geradoras e transmissoras, ou vai para o governo, na forma de encargos e impostos. Use a calculadora para saber como o dinheiro da sua conta é empregado.


Na origem de tudo: as geradoras


A energia que chega asua casa, às fábricas e ao campo pode ser obtida de diferentes formas: pela força da água (hidrelétrica, como na usina de Itaipu) ou dos ventos (eólica), pela luz do sol (solar ou fotovoltaica), ou ainda pela queima da biomassa e de combustíveis fósseis, como o carvão mineral, o gás natural e o petróleo (termoelétrica).


Essas fontes compõem a chamada matriz energética de um país. No Brasil, a matriz é predominantemente limpa, pois a maior parte da energia aqui produzida tem origem em recursos renováveis, sobretudo na água. As geradoras são responsáveis por produzir toda a energia que o Brasil precisa – cada vez mais apostando em fontes social e ambientalmente sustentáveis.


Interligando o caminho: as transmissoras


Todas essas fontes enérgicas abastecem o País anualmente com 420 milhões de quilowatts-hora. Essa energia circula pelo chamado Sistema Interligado Nacional (SIN), uma gigantesca malha com mais de 100 mil quilômetros de linhas de transmissão que conectam as diferentes usinas às redes de distribuição do País.


O SIN propicia o intercâmbio de energia entre as regiões, conforme a demanda. Assim, a eletricidade gerada, por exemplo, por uma hidrelétrica no Norte pode atender a demanda de regiões mais populosas, como o Sudeste e o Nordeste, garantindo segurança e estabilidade ao sistema elétrico. Esse segmento do SIN é operado por empresas transmissoras, que levam a energia em alta tensão das usinas até subestações de distribuição.


Então você já sabe: na próxima vez que ligar um equipamento na tomada, lembre-se de que a energia viajou centenas ou milhares de quilômetros para chegar até lá e trazer o conforto e segurança a seu lar. Afinal, a energia está sempre com você.


X
Transmissão
Custos da empresa transmissora, que transporta a energia desde as usinas, através de linhas de transmissão espalhadas por todo o território nacional, até as redes de distribuição. Essas empresas são remuneradas de acordo com preços determinados pela Aneel.

Distribuição
É a fatia que remunera a distribuidora de energia, empresa que emite a sua conta de luz e com a qual você se relaciona no dia a dia. Ela é responsável pela rede de distribuição, incluindo os investimentos em sua expansão e modernização, além de cuidar do relacionamento com o cliente, entre outras funções.

Compra de energia
Valores referentes à compra de energia. Por meio de leilões, as empresas distribuidoras compram das geradoras a energia necessária para atender seus clientes. As distribuidoras não lucram com essa operação, simplesmente repassam os custos à conta, conforme determina a Aneel.

Encargos e tributos
São três os impostos embutidos na sua conta de luz: o PIS/COFINS (repassado ao governo federal), o ICMS (estadual) e a contribuição para iluminação pública (municipal). Além deles, há os encargos do setor, instituídos por lei.
X
P&D e EE
Programa de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética - Esses recursos, disciplinados pela Aneel, são usados exclusivamente em ações de incentivo ao uso eficiente da energia previstas no Plano de Aplicação de Recursos. Esse plano, elaborado anualmente por um comitê formado por diferentes órgãos do governo federal, tem como princípios combater o desperdício e reduzir os custos do setor elétrico.

ESS
Encargos de Serviço do Sistema - Foram instituídos em 1998 com o objetivo de aumentar a confiabilidade e a segurança da oferta de energia no País. São calculados mensalmente pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica e pagos por todos os consumidores. Levam em conta, sobretudo, o custo das termoelétricas.

EER
Encargo de Energia de Reserva - Engloba todos os custos decorrentes da energia de reserva, aquela que é contratada das usinas (principalmente termelétricas) para aumentar a segurança no fornecimento de energia elétrica.

Proinfa
Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica - Seu objetivo é aumentar a participação de fontes alternativas renováveis (como pequenas centrais hidrelétricas, usinas eólicas e empreendimentos termelétricos a biomassa) na produção de energia. Consumidores de baixa renda são isentos desse encargo, que é repassado pelas distribuidoras à Eletrobras.

CDE
Conta de Desenvolvimento Energético - É um fundo criado em 2002 que tem entre seus objetivos: promover a universalização do serviço de energia elétrica; custear os descontos de tarifas concedidos às classes rural e residencial de baixa renda; e garantir a competitividade da energia produzida por pequenas centrais hidrelétricas ou a partir do vento, da biomassa, do gás natural e do carvão mineral.
Entenda a sua conta
Geração, transmissão, distribuição de energia... Impostos, encargos e subsídios... Entenda tudo o que você paga na sua fatura mensal
Destinação dos recusros
recolhidos na conta de luz
Saiba mais sobre
os itens da conta
encargos e tributos
compra de energia
distribuição
transmissão
Informe o valor da sua conta mensal de luz e clique em Calcular para ver como os recursos são divididos
Dos 41,2% em encargos e tributos:
Impostos: 27,4%
CDE: 10%
Proinfa: 1,4%
ESS/EER: 1,7%
P&D e EE: 0,6%
Entenda os
encargos e tributos
O gráfico apresenta a média nacional
FAÇA O CÁLCULO PARA SUA REGIÃO
Fonte: Aneel. Elaboração: Abradee. Média nacional. Estrutura de custos 2017-2018. Com bandeiras. Encargos relativos à TFSEE, ONS e CFURH não foram destacados porque representam percentuais muito pequenos na estrutura de custos. Respectivamente, totalizam 0,078%, 0,001% e 0,001%.
Inovação e sustentabilidade
TODAS
Em SC, 300 km de estradas já têm postos para carros elétricos

Celesc Distribuição instala eletropostos ao longo do trajeto entre as principais cidades do Estado. Veículos elétricos são uma tendência não só para o setor de transportes, mas também para o de energia.


[ saiba + ]
Plantio das árvores certas pode ajudar a energia nas cidades

O Projeto Arborização + Segura, da CPFL Energia, faz parcerias com as prefeituras para identificar e substituir árvores que sejam incompatíveis com as estruturas dos serviços públicos das cidades.

[ saiba + ]
O que são smart grids? (você vai gostar da resposta)

As redes inteligentes de energia, conhecidas como smart grids, prometem revolucionar o consumo doméstico de energia em um futuro muito próximo. A EDP já testa suas novas funcionalidades.

[ saiba + ]
Projeto leva luz a população de áreas isoladas do Pantanal

Com soluções sustentáveis e customizadas, a Energisa realiza levantamento inédito para levar energia elétrica aos moradores de uma das áreas mais isoladas do Pantanal mato-grossense.

[ saiba + ]
Notícias e novidades
TODAS
Receba nossa newsletter
Para receber novidades e conteúdos exclusivos, preencha o formulário.
Obrigado pelo seu cadastro. Você receberá um e-mail de confirmação em instantes. Se não receber, lembre de conferir a pasta de lixo eletrônico.
CONTATO
SCN - Quadra 02 - Bloco D - Torre A
Sala 1101 - Edifício Liberty Mall
CEP: 70712-903 - Brasilia - DF - Brasil
abradee@abradee.org.br

Tel.: 55 61 3326 1312
Fax: 55 61 3031-9327